Líder do governo na Câmara acusa Temer de estar 'no comando do golpe'

Líder do governo na Câmara acusa Temer de estar 'no comando do golpe'

Brasília - A um dia da reunião em que o PMDB deve aprovar o rompimento oficial da aliança com a presidente Dilma Rousseff, o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), subiu o tom e acusou o vice-presidente da República e presidente nacional do partido, Michel Temer, de estar no "comando” do “golpe".

“O PMDB é o PMDB. (...) Por mais que o vice-presidente esteja no comando dessa operação do golpe, duvido que os senadores e deputados queiram abrir mão dos espaços que têm no governo. E são espaços enormes”, afirmou Guimarães, segundo vídeo da entrevista ao qual o Broadcast Político, serviço em tempo real da Agência Estado, teve acesso e confirmado pela assessoria do parlamentar.

O deputado afirmou que o governo entende que o “melhor caminho” é manter o PMDB no governo, mas “evidentemente, depende deles”. “Não estamos também para ficar adulando ninguém. O problema é político. Não há razões nenhuma para esse golpe. E estamos mobilizando o Brasil. Em todos os cantos a mobilização é grande”, disse.

O líder do governo avaliou ainda que os peemedebistas estão “acuados”, “porque a história não vai jamais esquecer dessa atitude golpista daqueles que querem o golpe, que já se beneficiaram do governo Lula e agora ficam com essa história de dar o golpe”. “Vamos mostrar para o País que ninguém dá o golpe impunemente”, emendou.

Procurado pelo Broadcast Político, o líder do Governo na Câmara confirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, o que falou na entrevista nesta manhã aos órgãos de imprensa do Ceará. Mas informou que, por enquanto, não quer mais comentar o assunto.

 

 

 

 

 

Estadão