Justiça manda prender o ex-governador de Roraima

Justiça manda prender o ex-governador de Roraima

O ex-governador  Neudo Campos, de Roraima,  é o primeiro político condenado em segunda instância a ter a pena executada com base no novo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre cumprimento imediato da condenação antes do fim do processo.

Com base na nova jurisprudência, firmada na quarta-feira, dia 17, a Justiça Federal atendeu pedido do Ministério Público Federal (MPF) e determinou a prisão de Campos para cumprir pena de dez anos e oito meses em regime fechado.

Policiais federais estão à procura de Campos, mas não o encontraram em sua residência ou no local de trabalho. Em 2009, ele foi condenado pela segunda instância da Justiça Federal, acusado de participar de um esquema de desvios de verbas pública, que ficou conhecido como “Escândalo dos Gafanhotos”. Desde então, ele recorria aos tribunais superiores em liberdade.

Neudo é marido da atual governadora de Roraima, Suely Campos (PP), e ocupa o cargo de consultor especial do governo do estado. Quando foi deputado, o ex-governador respondeu ao mesmo tempo a 17 acusações no Supremo e já havia sido preso de 2003, por envolvimento nas ações gafanhoto.

 

 

 

G1