Justiça manda cancelar show do Safadão em Caruaru, contratado por R$ 575 mil, enquanto em Campina Grande custará R$ 195 mil

Justiça manda cancelar show do Safadão em Caruaru, contratado por R$ 575 mil, enquanto em Campina Grande custará R$ 195 mil

Uma diferença no valor do cachê cobrado para cantar no São João de  Caruaru  (PE) e Campina Grande (PB), levou a Justiça a cancelar o show de Wesley Safadão na cidade do agreste pernambucano. O juiz José Fernando de Souza da 1ª Vara da Fazenda Pública,  acatou ação foi movida pelos advogados Dimitre Bezerra, Marcelo Rodrigues e Ewerton Bezerra e suspendeu a apresentação de Safadão no sábado, dia 25. Em caso de desobediência, a Prefeitura de Caruaru pode pagar multa diária de R$ 100 mil.

 

A justiça vê discrepância nos valores cobrados para o show do cantor das duas cidades que realizam as maiores festas juninas do Brasil. A Prefeitura de Caruaru divulgou no Portal da Transparência que pagará R$ 575 mil pala apresentação de Safadão. Só que o show do cantor em Campina Grande custará R$ 195 mil, uma diferença de  294%.
 
O  prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), foi notificado pelo Ministério Público Federal (MPF), pelo Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE) e pelo Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO) para prestar informações sobre o cachê de artistas contratados para o São João. A Fundação de Cultura de Caruaru informa que recorrerá da decisão e usará todos os meios legais para garantir o a apresentação do artista.
 
Já a Prefeitura de Campina Grande confirmou que o valor que está sendo  acertado com Safadão pela apresentação é de R$ 195 mil. Sendo que o restante do cachê será pago pela iniciativa privada. A Prefeitura de Campina grande informa que não vê motivos para não ter a apresentação do artista que tem garantido recorde se público e o contrato será firmado até o final de semana.







(Roberto Targino - MaisPB)