Justiça investiga se empresa do prefeito de Emas substituía 'fantasmas' na cidade de Patos

Justiça investiga se empresa do prefeito de Emas substituía 'fantasmas' na cidade de Patos
A Operação Desumanidade, deflagrada nesta sexta-feira, dia 04, com investigações do Ministério Público Federal (MPF), por meio da Procuradoria Regional da República da 5ª Região (PRR5), sede Recife, desbaratou um esquema que desviava dinheiro público da saúde e da educação no sertão paraibano.
 
A operação teve base montada para suporte no Município de Patos, mas ocorreu paralelamente nas cidades paraibanas de Emas, João Pessoa, Cabedelo e Bayeux, onde aconteceram cumprimentos dos mandados de busca e apreensão de equipamentos e também de pessoas para prestar esclarecimentos pertinentes as investigações sobre o caso.
 
A operação recebeu o nome de “Desumanidade” por ter como foco principal o desviou de recursos em um dos setores mais críticos na sociedade, ou seja, a saúde pública. 
 

 

Para o êxito total da operação, as autoridades e os órgãos envolvidos receberam apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público Estadual da Paraíba (GAECO) e da Controladoria-Geral da União (CGU).
 
O prefeito da cidade de Emas, Segundo Madruga, é apontado nas investigações como um dos articuladores do esquema que envolve construções de Unidades Básicas de Saúde, dentre outras edificações, na cidade de Patos. A empresa do prefeito, na verdade, substituía com mão de obra empresas fantasmas que venciam licitações na prefeitura. O esquema pode ter movimentado milhões de reais dos cofres públicos.
 
A Operação Dom Bosco, realizada em outubro de 2015, e agora a Operação Desumanidade, ocorrida nesta sexta-feira, fechou o cerco para a sangria de parte do dinheiro público e deixou evidente que o esquema segue o mesmo modus operandi dos demais, ou seja, licitações com cartas marcadas e criação de empresas fantasmas para executar serviços e obras.
 
A Prefeitura Municipal de Patos disse que está fornecendo todas as informações, documentações e esclarecimentos necessários para as investigações do MPF.
 
 
 
 
 
Patosonline.com