Juro do cartão de crédito vai a 410,97%, o maior desde 1995

Juro do cartão de crédito vai a 410,97%, o maior desde 1995

A taxa de juros média para pessoa física registrou a 16ª elevação mensal consecutiva e alcançou o maior patamar desde fevereiro de 2005, segundo a Anefac (Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade).

O aumento foi de 0,11 ponto percentual (pp) no mês e 2,96 pp no ano, passando de 7,55% ao mês (139,78% ao ano) em dezembro para 7,67% ao mês (142,74% ao ano) em janeiro.

De acordo com o diretor de estudos e pesquisas econômicas da Anefac, Miguel José Ribeiro de Oliveira, o aumento é decorrente da elevação das taxas de juros futuros devido a turbulência política e econômica, sendo esta última responsável pelo maior risco de inadimplência.

Oliveira explica que as perspectivas de crescimento da inflação, do desemprego e dos juros neste ano levam as instituições financeiras a aumentarem suas taxas para compensar prováveis perdas com a elevação da inadimplência.

A tendência é a de que as taxas de juros das operações de crédito continuem a subir nos próximos meses, segundo a Anefac, devido ao cenário econômico atual que aumenta o risco de elevação dos índices de inadimplência.

Cartão de crédito

Os juros cobrados nos cartões de crédito continuam sendo os campeões isolados, saltando de 399,84% ao ano na pesquisa de dezembro para 410,97% ao ano no levantamento de janeiro. O resultado é o maior desde outubro de 1995.

 

 

 

 

IG