Jurídico da coligação ‘A Força do Trabalho’ anuncia recurso contra decisão que deferiu registro da candidatura de Cássio

Jurídico da coligação ‘A Força do Trabalho’ anuncia recurso contra decisão que deferiu registro da candidatura de Cássio

 A coordenação jurídica da coligação ‘A Força do Trabalho’ informou que vai recorrer aoTribunal Superior Eleitoral (TSE) da decisão do TRE-PB, que deferiu, por 5 a 1, o registro de candidatura do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) ao governo do Estado.

O advogado Fábio Brito, coordenador jurídico da coligação, disse respeitar a decisão da Justiça Eleitoral paraibana, mas adiantou que vai manter o mesmo argumento de divergência junto ao TSE. “Vamos preparar o recurso, estudar a decisão e levar a questão ao exame da Corte Superior”, ressaltou o advogado que, logo após o julgamento realizado na noite desta segunda-feira (4), foi ao gabinete do juiz relator do processo, Rudival Gama, pegar uma cópia do acordão da decisão.

O advogado aproveitou para rebater uma das principais teses de defesa do candidato do PSDB: a de que a data inicial para aplicar a punição de inelegibilidade deveria ser contada a partir do 1º turno das eleições de 2006 e não na do 2° turno. “A nossa tese é a de que o candidato do PSDB foi, na época, proclamado e diplomado governador somente no 2° turno das eleições”, explicou o advogado, lembrando que o pedido de impugnação da candidatura de Cássio também é defendido pelo Ministério Público Eleitoral (MPE).



Vale News PB com assessoria