Julgamento no TRE: PT cita caso parecido no Amazonas e confia na permanência da aliança com o PSB

Julgamento no TRE: PT cita caso parecido no Amazonas e confia na permanência da aliança com o PSB

É hoje que o PT conhece o seu destino nas eleições de 2014. Com o candidato ao Senado, Lucélio Cartaxo (PT), o partido pediu registro na coligação “Força do Trabalho”, do governador Ricardo Coutinho (PSB). Já o PMDB, do candidato ao Governo Vital do Rego Filho (PMDB) registrou a coligação também com o PT, mas com um documento do diretório nacional do partido.

O “cabo-de-guerra” virou processo no Tribunal Regional Eleitoral e será julgado na tarde desta segunda-feira (4) no pleno. Jackson Macedo (PT), que é coordenador de campanha de Lucélio, garantiu que o candidato e toda a militância petista na Paraíba aguardam o resultado com tranqüilidade.

No estado do Amazonas, um caso considerado idêntico por Jackson, teve um desfecho positivo para o diretório estadual. Por decisão unânime, o Tribunal Regional Eleitoral foi contra a impugnação do diretório Nacional e prevaleceu a aliança formada pelo PT estadual. “Esse caso é a prova de que o que fizemos está certo. O PT agiu dentro das normas e da lei. O diretório tem autonomia para decidir”, colocou.

“A suposta intervenção da Nacional foi feita de forma equivocada. Temos muito respeito pelo presidente Rui Falcão, mas ele não tem esse poder de intervenção, está no estatuto do partido”, lembrou.

 
 


Pedro Callado