Juíza nega mais uma ação e Reginaldo continua fora da prefeitura

Juíza nega mais uma ação e Reginaldo continua fora da prefeitura

A juíza Lilian Frassinette Correia Cananéa, da comarca de Santa Rita, negou, ação ordinária movida pelos advogados do ex-prefeito Reginaldo Pereira, pedindo o seu retorno ao cargo. Reginaldo foi afastado da prefeitura pela Câmara de Vereadores, no mês de março, por ter supostamente cometido vários crimes administrativos. Ele é acusado de fraudes em licitações, viajar de forma irregular ao exterior, improbidade administrativa, nepotismo e contratações irregulares.

O então vice-prefeito Netinho de Várzea Nova substituiu Reginaldo e está no seu lugar na prefeitura até hoje.

Após a decisão, o advogado Valberto Azevedo, que representam a Câmara de Vereadores de Santa Rita, lembrou que com esta são mais de 10 ações perdidas por Reginaldo. Segundo ele, o ex-prefeito está apenas exercendo o direito de espernear – o chamado Judice Esperniandi.

“Todas as alegações dele foram rejeitadas. Já são mais de 10. A legalidade do ato da Câmara está exibida, comprovada. Ele está exercendo apenas o direito de espernear”, afirmou.

Cristiano Teixeira - MaisPB