Juiz da Lava Jato, Moro, prepara ação contra o ex-parlamentar André Vargas

Juiz da Lava Jato, Moro, prepara ação contra o ex-parlamentar André Vargas

Ex-deputado federal André Vargas será investigado pelo juiz Sérgio MoroO juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, deve pedir, na próxima semana, manifestação do Ministério Público Federal (MPF) para abertura de ação penal contra o ex-deputado federal André Vargas (ex-PT), acusado de envolvimento no esquema de corrupção comandado pelo doleiro Alberto Youssef, descoberto nas investigações da Operação Lava Jato.

No início desta semana, a investigação sobre a participação do ex-parlamentar na Lava Jato voltou aos cuidados de Moro. Em dezembro do ano passado, Vargas perdeu a prerrogativa de foro privilegiado quando teve seu mandato cassado por quebra de decorro parlamentar. Os deputados cassaram o mandato do ex-petista por seu envolvimento com o grupo de Alberto Youssef.

Durante esta semana, o juiz Sérgio Moro emitiu documento ao MPF para que os procuradores se pronunciem sobre a continuidade das investigações contra Vargas. A ideia é que ocorram novas quebras de sigilo telefônico e telemático (de mensagens de celular) contra o ex-parlamentar. O MPF tem até segunda-feira (2) para se manifestar sobre o assunto.

Durante as investigações da primeira fase da Lava Jato, os integrantes do MPF e da PF descobriram que o deputado tinha intermediado negócios entre o laboratório Labogen, de propriedade de Youssef, e o Ministério da Saúde.

Em depoimento prestado ao Conselho de Ética da Câmara, o proprietário do laboratório Labogen, Leonardo Meireles, confirmou que Vargas ajudou nos contatos entre a empresa e o Ministério da Saúde para viabilizar a assinatura de uma parceria entre os dois.

O empresário esclareceu que procurou Vargas por indicação do doleiro Alberto Youssef, mas disse que não participou de reunião em que estivessem presentes, ao mesmo tempo, o deputado e o doleiro. O contrato entre o laboratório e o Ministério chegou a ser assinado, mas foi suspenso após as denúncias contra o doleiro.

 
 
 
 

180 Graus