Jovens também correm o risco de infarto

Jovens também correm o risco de infarto

A maioria da população acredita que o infarto agudo do miocárdio (IAM) acontece somente em pessoas mais velhas, entretanto, isso não reflete a realidade.

O infarto em pessoas de meia idade ou mais jovem mata mais do que em idosos. Tal fato deve-se a aterosclerose (acúmulo de placas de gordura) na parede das artérias, que é tanto mais prejudicial quanto mais jovem for o indivíduo, pois este ainda não desenvolveu a chamada circulação colateral.

Os principais fatores de risco que podem levar uma pessoa ao infarto são tabagismo, hipertensão arterial, alto índice de colesterol no sangue, sedentarismo, obesidade, ansiedade, estresse emocional, além de histórico familiar de problemas coronarianos.

Nas pessoas com menos de 40 anos os casos de infarto por aterosclerose são mais complexos.

Pessoas com casos na família de aterosclerose devem permanecer desde cedo sob atenção médica. A aterosclerose começa antes dos 40 anos e, em alguns casos, ainda na infância. Aos que descendem de indivíduos que sofrem de aterosclerose, mesmo que não infartados, deve ser feito um detalhado exame cardiológico, logo na primeira infância, outro na adolescência e, a partir dos 20 anos, acompanhamento médico regular, com minuciosas avaliações.

 

 

 

http://pbvale.com.br/