José Aldemir desconhece articulações para o governador fazer maioria na AL e diz que não foi procurado por Ricardo Marcelo

José Aldemir desconhece articulações para o governador fazer maioria na AL e diz que não foi procurado por Ricardo Marcelo

O deputado reeleito José Aldemir (PEN) comentou que ainda não parou para discutir a questão da eleição da Mesa Executiva da Assembleia Legislativa (AL), afirmou que desconhece alguma articulação do governo para fazer a maioria na Casa e garantiu que não foi procurado pelo presidente do partido e atual presidente da Assembleia, Ricardo Marcelo.


“Não parei ainda para discutir a questão da eleição da Mesa Executiva da AL, ainda não conversei com o presidente se ele carrega o propósito de emprestar seu nome para eleição como presidente da Casa, como também a gente sabe perfeitamente enxergar que deva ser o interesse do Governo do Estado, naturalmente a participar indicando ou apoiando outro nome para a presidência”, diz.


Para o deputado, é preciso aguardar os desdobramentos afirmando que a eleição da mesa sempre se decide de última hora, na última semana. “Tem muita água para correr debaixo da ponte. O importante é que se aproveite essa ocasião dentro do sentimento democrático para unir a Paraíba. Unir em todos os sentidos para que ela possa verdadeiramente merecer o cenário político e administrativo do país”, destaca.


O deputado destacou que acredita que o partido, que já é oposição ao governador, vai continuar com essa posição no próximo mandato. “O povo me delegou a missão de inserir ou integrar a bancada de oposição ao governador e verdadeiramente se consolida essa situação, vamos fazer com muita responsabilidade levando para o poder legislativo, as discussões e debates do interesse da social, sem querer fazer política de baixo nível, de acusações e de tentar denegrir ou macular a imagem de quem quer que seja”, conta.


Aldemir afirmou que é preciso ‘descer do palanque’ e continuou: ‘campanha já passou é preciso empunhar uma só bandeira que é a da Paraíba e dos paraibanos’.


Sobre as especulações de que o governador quer ‘fazer’ a maioria da Casa, Aldemir jogou o questionamento de volta. “Sele ele já tem 23 ou 24, já tem a maioria”, afirmou destacando que não sabe quantos parlamentares vão compor a base do governador. “Não posso confirmar ou discordar porque eu estava fora e ainda não estou discutindo com os colegas e vendo ou identificando qual colega está nessa ou naquela bancada. Vamos aguardar os desdobramentos para ver o que acontece”, pede.
 


Marília Domingues / Fernando Braz