João Pessoa registra 5 casos de H1N1

João Pessoa registra 5 casos de H1N1

Profissionais da área de saúde começarão a ser vacinados contra a H1N1, semana que vem, em hospitais de João Pessoa. Cinco casos da doença já foram detectados, este ano, na Capital. Gerente da Vigilância Epidemiológica, Daniel Batista disse não haver motivos para pânico e alertou para a necessidade de cuidados individuais para evitar a contaminação.

“Não compartilhar objetos pessoais, como talheres, e lavar sempre as mãos com água e sabão são essenciais para evitar a H1N1”, disse Daniel Batista . A vacinação de médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e cuidadores será iniciada semana que vem em todos os hospitais da Capital, públicos ou privados.

Daniel Batista contou que o H1N1 vem sendo monitorado na Capital há dois anos e meio. Casos da doença costumam aparecer entre o final de abril e o mês de julho. Este, ano ainda conforme o gerente da Vigilância Epidemiológica, apareceu mais cedo. “Foram feitas 117 coletas entre janeiro e março deste ano. Apenas cinco pessoas tiveram resultado positivo para o vírus”.

Vacinação

Dia 30 deste mês, João Pessoa terá postos de vacinação contra a H1N1, fazendo parte da campanha nacional de combate ao vírus. Podem se vacinar crianças de até cinco anos de idade e também idosos. Hipertensos e diabéticos também são público-alvo, assim como mulheres no puerpério (que tiveram bebês há pouco tempo).

A Gerência da Vigilância Epidemiológica tem como meta vacinar 170 mil pessoas na Capital. Haverá postos de vacinação em diversos bairros da cidade. “Repito que não há motivo para pânico. O H1N1 não é um vírus novo e já circula há muitos anos em nosso território. O monitoramento está sendo feito e as pessoas precisam reforçar os cuidados individuais”, finalizou Daniel Batista.

 

 

 

Jãmarrí Nogueira-MaisPB