João Gonçalves garante que CPI da telefonia móvel só vai parar com investimentos na Paraíba

João Gonçalves garante que CPI da telefonia móvel só vai parar com investimentos na Paraíba

Nesta terça-feira (08), o deputado João Gonçalves, presidente da comissão que investiga os danos causados aos consumidores pelas operadoras de internet banda larga e telefonia fixa – a CPI da Telefonia Móvel –, assegurou que o inquérito vai continuar até que as operadoras se comprometam a melhorar suas estruturas na Paraíba.

 

“Todas as assembleias, no Brasil todo, abriram essa mesma CPI e com três meses acabaram. Mas aqui na Paraíba é diferente. Já vieram me pressionar várias vezes, mas eu não cederei”, declarou. 

As operadoras têm, de diversas maneiras, tentado impedir que a comissão seja continuada, mas o vereador afirmou que vai levar as investigações até o fim. O parlamentar ainda contou que um representante da Claro vem ao estado para tentar esclarecer as questões dos parlamentares.

No último dia 31 de maio, o  desembargador José Aurélio da Cruz, do Tribunal de Justiça da Paraíba, negou pedido de liminar formulado em mandado de segurança impetrado pelas operadoras de telefonia móvel para que seus representantes não fossem obrigados a depor na CPI.

Anteriormente, o deputado João Gonçalves afirmou que pode pedir a condução coercitiva dos presidentes das operadoras telefônicas que não atenderam a convocação da CPI.

 

 

 


Yves Feitosa/Adelton Alves