Itaporanga: Oposição diz cobra explicações sobre seguro safra 2013/2014 e diz que boletos apresentados pela situação é referente a 2012

Itaporanga: Oposição diz cobra explicações sobre seguro safra 2013/2014 e diz que boletos apresentados pela situação é referente a 2012
Preparo, capacidade e domínio do fato são essenciais para uma boa atuação parlamentar. Na última sessão da Câmara Municipal de Itaporanga, debate travado entre os líderes de bancadas mostrou a necessidade desses requisitos.
 
Na sessão, o atual líder da situação, Hélio do Bar (PTB) subiu ao púlpito com a missão de rebater fala do líder da oposição, Ricardo Pinto (PSDB), dias antes por criticar fato dos agricultores do município ficarem sem receber o seguro safra, por que a atual gestão não pagou as parcelas referente a safra de 2013/2014.
 
Hélio disse que era inverdade e mostrou boletos que "atestam" o pagamento das parcelas, nos últimos meses. Entretanto, logo em seguida, Ricardo (foto) deixou o líder da situação sem jeito ao questionar de que exercício referia-se os boletos. Segundo Ricardo os boletos apresentados se referiam ao ano de 2012, portanto, nada a ver com sua critica que diz respeito a safra 2013/2014.
 
"Dizer que isso é inverdade é coisa de gente despreparada e sem conhecimento nem do que defende na tribuna. Os agricultores não vão receber o seguro este ano por que a prefeitura não quitou o pagamento referente a safra 2013/2014. O que o vereador apresentou é referente ao ano de 2012", disse Ricardo.
 
De acordo com o vereador, havia um recurso do município, referente ao ano de 2012, que somente agora teve deferimento no Ministério do Desenvolvimento Agrário. O valor do Garantia-Safra é de R$ 850,00, por agricultor familiar, divididos igualmente em cinco parcelas mensais. O benefício do Garantia-Safra é pago com recursos do Fundo Garantia-Safra, composto por contribuições do agricultor, da Prefeitura, do estado e da União.
 
Na safra 2013/2014, a contribuição do agricultor foi de 1,5% do valor do benefício (R$ 12,75); o município contribuiu com 4,5% (R$ 38,25 por agricultor); o estado com 9% do valor ao Fundo (R$ 76,50) e a União com 30% (R$ 255,00 por agricultor que aderir ao Garantia-Safra).



Fonte: RP