Irritado com governo, Delcídio pode aderir à delação

Irritado com governo, Delcídio pode aderir à delação

Preso desde novembro de 2015 por suspeita de envolvimento na Operação Lava Jato, o senador Delcídio Amaral pode anunciar nas próximas horas se vai aderir à delação premiada, segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo .

De acordo com a publicação, o petista acenou para essa possibilidade ao contratar Antonio Figueiredo Basto, especialista em acordos de colaboração com a Justiça, para sua defesa. Por outro lado, o senador manteve a equipe que o acompanha até então, contrária a esse tipo de procedimento.

Em conversa com interlocutores que o visitaram na prisão recentemente, Delcídio demonstrou irritação com o governo, com o PT e com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O senador acredita que o STF (Supremo Tribunal Federal) não autorizou sua saída da prisão no final do ano, porque ninguém no partido teria se movimentado para que ele conseguisse o benefício.

 

 

 

 

Terra