Investigação do MPT aumenta clima de tensão nos bastidores da Igreja na PB

Investigação do MPT aumenta clima de tensão nos bastidores da Igreja na PB

A Procuradoria do Trabalho na Paraíba está colhendo depoimentos de pessoas intimadas em processo que investiga denúncias de exploração sexual de crianças e adolescentes em João Pessoa, supostamente praticados com a “conivência do Arcebispo da Paraíba”, dom Aldo Pagotto. O processo corre em segredo de Justiça.

Durante todo o mês de novembro, padres, religiosos e testemunhas estão sendo convocadas pelo procurador Eduardo Varandas.

A investigação tornou ainda mais tenso o clima nos bastidores da Igreja Católica da Paraíba, que enfrenta crise interna após denúncias envolvendo o arcebispo, entre as quais em apuração pelo Núncio do Brasil.

Dom Aldo Pagotto tem evitado falar publicamente sobre o tema. Nos bastidores, diz ser vítima de uma orquestração para desestabilizar sua liderança na Igreja paraibana.

 

 

MaisPB