Incêndio fora de controle atinge o Pico do Jabre e pode deixar parte da PB e PE sem comunicação

Incêndio fora de controle atinge o Pico do Jabre e pode deixar parte da PB e PE sem comunicação

Um incêndio fora de controle vem destruindo uma grande região de vegetação na área do Pico do Jabre, que fica no município de Maturéia, no Sertão paraibano, a 327 km de João Pessoa. O fogo começou na tarde desta sexta-feira (16) e chegou a menos de 30 metros de antenas de televisão, rádio, internet e celular. Caso as torres sejam atingidas, parte da comunicação nos estados da Paraíba e Pernambuco pode ser afetada.

Pico do Jabre

De acordo com o tenente-coronel Saulo Laurentino, comandante do Batalhão do Corpo de Bombeiros em Patos, a intensidade e a variação dos ventos dificultou o trabalho de contenção do incêndio, que teve que ser interrompido após as 17h30.

O tenente-coronel também falou ao Portal Correio que as causas para o início do incêndio ainda são desconhecidas, mas existe a possibilidade de que caçadores sejam os responsáveis.

“A região é perigosa, de difícil acesso. São muitas mudanças na direção do vento e isso dificulta o trabalho contra o fogo. É uma área de mata fechada, inabitada, sem trilhas ou estradas e o combate ao fogo desgasta muito. Tivemos que interromper o combate no fim da tarde, pois corríamos o risco de colocar a vida de algum bombeiro em risco. Apenas uma perícia vai identificar as causas do fogo, mas acreditamos que caçadores possam ser os responsáveis, já que a caça aos animais vem sendo registrada na região”, afirmou o comandante.

O combate ao incêndio foi feito nesta sexta com cerca de dez bombeiros, mas a equipe vai ser reforçada neste sábado (17), com um total de 22 bombeiros e 21 voluntários, além da utilização de mochilas, abastecidas com 20 litros de água cada.

“São muitas as dificuldades, mas estamos combatendo da melhor maneira possível. Vamos intensificar as ações para controlar o fogo e evitar que ele atinja as antenas de comunicação que ficam no local, pois caso isso ocorra, seria um prejuízo enorme”, contou o comandante.  

 

 

 

Fonte: Por Halan Azevedo