Incêndio de grandes proporções destrói Museu da Língua Portuguesa em São Paulo

Incêndio de grandes proporções destrói Museu da Língua Portuguesa em São Paulo

Um incêndio de grandes proporções destruiu o prédio onde funciona o Museu da Língua Portuguesa, na região central de São Paulo, na tarde desta segunda-feira (21). O bombeiro civil Ronaldo Pereira da Cruz, que trabalhava no museu como brigadista, morreu após tentar apagar o início do incêndio. O museu tinha seguro de R$ 45 milhões.

As causas do incêndio são desconhecidas. O fogo começou no primeiro andar por volta de 16h, e rapidamente alcançou os dois andares superiores e o telhado do edifício construído em 1901, que abriga o museu desde a sua inauguração, em 2006. Mais de 60 viaturas e 120 bombeiros foram ao local tentar controlar o fogo. Eles impediram que o telhado levasse as chamas até a Estação da Luz.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que o Museu da Língua Portuguesa "será reconstruído". "Esse, que era um dos mais visitados museus, traduz a alma do povo brasileiro, e será reconstruído. Vamos imediatamente tomar todas as providências, unir a iniciativa privada e nossos parceiros para a sua reconstrução", disse o governador

 

G1