Imagens mostram José Genoino durante exames em hospital de Brasília

Imagens mostram José Genoino durante exames em hospital de Brasília

Aparentando tranquilidade, o ex-presidente do PT José Genoino foi fotografado durante a realização de uma série de exames no Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (ICDF), na tarde dessa quinta-feira (21/11). As imagens, que mostram o político no momento em que fazia um eletrocardiograma, foram postadas nesta manhã no site Diário do Poder.

No início da manhã de hoje, o Hospital Universitário de Brasília (HUB) enviou um ofício ao Supremo Tribunal Federal (STF) com os nomes de médicos que vão compor a junta médica que deve fazer a perícia médica em Genoino. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, o conteúdo do documento é sigiloso. O Supremo também não deu maiores detalhes sobre a equipe que vai compor a junta, nem as especialidades médicas.

Nessa quinta-feira, o presidente do STF, Joaquim Barbosa, determinou a realização da perícia médica, para avaliar o pedido de prisão domiciliar apresentado pela defesa do petista. Preso desde a última sexta-feira, ele passou mal ontem e foi levado às pressas, com suspeita de infarto, do Complexo Penitenciária da Papuda para o ICDF, localizado no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília. Advogado de Genoino, Luiz Fernando Pacheco disse que ele chegou à unidade com suspeita de infarto.


Em nota à imprensa, o ICDF não deu detalhes sobre o estado de saúde do petista. Limitou-se a informar que “o paciente com histórico para correção de dissecção da aorta e acidente vascular cerebral (AVC) passou por uma bateria de exames laboratoriais e de imagenologia (ecocardiograma e tomografias)”. Genoino passou a noite internado, sob a escolta de quatro policiais civis armados, que se revezaram na porta do quarto.

Cardiopata, o deputado, de 67 anos, passou por cirurgia no coração em julho. Ele se apresentou à Superintendência Regional da Polícia Federal em São Paulo, na última sexta-feira, depois de Joaquim Barbosa ter expedido mandado de prisão. No dia seguinte, o petista passou mal durante voo, em aeronave da PF, da capital paulista a Brasília, com escala em Belo Horizonte, onde foram buscados sete sentenciados que também cumprem pena decorrente de condenação na Ação Penal 470.

 

 

 Fonte: Correio Braziliense