Idosa é presa em flagrante acusada de fraudes na negociação de jóias e desvios de valores superiores a R$ 200 mil

Idosa é presa em flagrante acusada de fraudes na negociação de jóias e desvios de valores superiores a R$ 200 mil

A Polícia Civil da Paraíba, através da Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa – DDF, após uma semana de investigação, prendeu na manhã desta quarta-feira (21) a aposentada Anita Garibalde Gomes de Pinho, de 64 anos de idade, em face de negociação fraudulenta de jóias. Anita responde a outro inquérito policial no qual adquiriu a quantia de R$ 120 mil em jóias e simplesmente desapareceu, sem pagar qualquer valor pelas negociações.

A vítima atual de Anita vendeu a quantia de R$ 80 mil em jóias, recebendo apenas uma pequena quantia a título de entrada e nada mais. Anita é suspeita de ter lesado diversas pessoas, sempre negociando jóias de alto valor, apresentando-se como viúva de um auditor fiscal, ganhando a confiança das vítimas e informando que teria altos valores a receber a título de precatório, conseguindo, desta forma, adquirir grandes valores de jóias, com a promessa de pagamento posterior. 

A suspeita, após receber as jóias, simplesmente desaparece, muda de endereço, de contato telefônico e simplesmente não paga os valores devidos, sem apresentar qualquer justificativa às vítimas. 

A equipe da DDF conseguiu, em uma semana, descobrir a existência de dois contratos de penhor ativos na CEF, com jóias de uma das vítimas atuais da idosa. A delegacia conseguiu obter imagens das jóias penhoradas, que foram reconhecidas por uma das vítimas, possibilitando a prisão em flagrante da aposentada.

Anita responderá pelos crimes de estelionato, podendo ser condenada a até cinco anos de reclusão e aguardará na carceragem da central de polícia civil o encaminhamento à audiência de custódia, a ser realizada na quinta-feira (21).

 

 

Paraíba.com.br