Ideme constata que está mais caro viver no Estado da Paraíba

Ideme constata que está mais caro viver no Estado da Paraíba

Índice de Preços ao Consumidor (IPC), mais conhecido como custo de vida, da cidade de João Pessoa apresentou um acréscimo nos preços médios de 1,71% no mês de fevereiro. Com esse resultado, o acumulado no ano ficou em 2,86% e nos últimos doze meses em 10,13%, segundo pesquisa do Instituto de Desenvolvimento Municipal e Estadual (Ideme).

De acordo com o estudo do Ideme, divulgado nesta sexta-feira (6), todos os grupos que compõem o custo de vida tiveram desempenhos positivos na capital paraibana, no mês de fevereiro/15: Alimentação (2,45%), Artigos de Residência (3,20%), Serviços Pessoais (3,20%), Transporte e Comunicação (3,06%), Habitação (0,74%), Vestuário (0,73%), Saúde (0,14%).

Levando-se em consideração apenas os reajustes individuais, os produtos cujos preços mais aumentaram em fevereiro em João Pessoa foram: coentro (32,14%), ovos de galinha (21,81%), feijão macáçar (19,67%), couve folha (18,44%), cenoura (16,99%), tomate (16,34%), azeite de oliva (15,74%), farinha de mandioca grossa (14,77%), feijoada em lata (13,42%), abacaxi (12,08%), carne moída (12,02%), material para curativo (11,70%), bacalhau (11,07%), fubá (10,63%), cebolinha (10,07%), azeitona (9,91%), feijão carioca (9,67%) e macaxeira (8,03%).

 

 

MaosPB