IBM apresenta chip que pode imitar o cérebro humano

IBM apresenta chip que pode imitar o cérebro humano

A IBM apresentou nesta quinta-feira (7) um chip de computador que pode ser capaz de imitar o cérebro humano, permitindo a criação de dispositivos menores, que esquentam menos, que consomem menos energia que poderão compreender melhor o que o usuário deseja. Chamado de SyNAPSE, abreviação de Systems of Neuromorphic Adaptive Plastic Scalable Electronics, o processador foi feito em parceria com a Cornell Tech e a iniLabs e ainda não tem data para aparecer em computadores e smartphones.

De acordo com os criadores, o processador é capaz de simular 1 milhão de neurônios programáveis, 256 milhões de sinapses programáveis e 46 bilhões de operações sinápticas por segundo, por watt. Com essas características ele seria capaz de simular um cérebro humano, solucionando problemas baseados em hipóteses, experiências passadas e erros, como uma pessoa de verdade.

"Esses chips inspirados pelo cérebro humano podem transformar a mobilidade por meio de aplicações com sensações e inteligência em aparelhos que podem caber na palma da sua mão se a necessidade de uma rede Wi-Fi", afirma o Dr. Dharmendra S. Modha, cientista-chefe da área de computação inspirada no cérebro da IBM.

Algumas aplicações futuras do chip já são previstas. Uma delas são sensores no formato de folhas, abastecidos pela luz solar, que podem ser colocados em florestas e enviar dados e alertas sobre queimadas. Outro exemplo são óculos especiais que poderiam guiar deficientes visuais sem a necessidade de estarem conectados na internet.

O processador foi apresentado pela primeira vez em 2011. A versão atual tem o tamanho de um selo postal e consome pouquíssima energia.

 

 

180 Graus