Hulk reclama de racismo e sai de sorteio das eliminatórias

Hulk reclama de racismo e sai de sorteio das eliminatórias

O paraibano Hulk, atacante do Zenit São Petersburgo, desistiu de participar do sorteio das eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 na Rússia, no sábado, poucos dias depois de reclamar do racismo “nojento e feio” no futebol russo.

O jogador da seleção brasileira será substituído pelo ex-capitão da seleção russa Alexey Smertin como um dos assistentes do sorteio em São Petersburgo, informou a Fifa em nota, acrescentando que Hulk desistiu por conta de compromissos com o clube.

O Zenit viaja para jogar contra o FC Ural no domingo pela liga russa.

Outros ex-jogadores participarão do sorteio no sábado, incluindo o brasileiro Ronaldo, o uruguaio Diego Forlán, o zagueiro italiano Fabio Cannavaro, Samuel Eto’o, de Camarões, e Oliver Bierhoff, da Alemanha.

A Rússia, foi criticada diversas vezes pelo fracasso em impedir o racismo no futebol.

 

 

 

Reuters