Hulk mostra preocupação com dores e participação dele contra o México ainda é dúvida

Hulk mostra preocupação com dores e participação dele contra o México ainda é dúvida

O jogador paraibano Hulk deixou o treino da seleção brasileiro na manhã deste domingo (15), reclamando de dores musculares. Ele já tinha sentido um desconforto na coxa esquerda na semana passada.

Após o ocorrido, o jogador concedeu uma entrevista coletiva, tranquilizou os torcedores do Brasil e disse que estar pronto para jogar. O atacante acredita que o problema não deve tirá-lo do time contra o México.

“Senti em dois momentos, em dois chutes e quando levantei a perna. Eu procuro dar meu máximo, mas preferi ter precaução. Vou viajar com os jogadores e na última hora quem decide é o Felipão. No treino eu tive duas finalizações e depois senti um incomodozinho. Faltam só dois dias para o jogo, mas estou bem, estou tranquilo. Dá para jogar, Copa do Mundo temos de enfrentar tudo, espero que não tenha sido nada de mais", afirmou o jogador.

O atacante, que participava de um coletivo de titulares contra reservas, deixou o campo com uma fisionomia de abatimento, após 13 minutos de trabalho com o grupo. Ele sentou por um tempo no banco de reserva e conversou com a equipe médica da seleção.

Após os relatos sobre as dores, ele foi para a academia na companhia do fisioterapeuta Luiz Rosan. Para o coletivo, o técnico Luiz Felipe Scolari, o Felipão, escalou Ramires em substituição a Hulk.

O atleta do Zenit, da Rússia, passa por exames na granja Comari, em Teresópolis, no Rio de Janeiro, para avaliar a gravidade das dores musculares. A situação do atacante se torna preocupante para o jogo desta terça-feira (17) contra o México, no estado do Ceará.

 

Foto: Hulk no banco de reserva após dores
Créditos: Gaspar Nóbrega/VIPCOMM