Homem é preso suspeito de estuprar filha de sete anos no Brejo da Paraíba

Homem é preso suspeito de estuprar filha de sete anos no Brejo da Paraíba

Um mecânico de 32 anos foi preso na quinta-feira (13) suspeito de estuprar a filha de sete anos no município de Pirpirituba, no Brejo paraibano.

Segundo informações da vítima repassadas à polícia, o estupro foi cometido no dia 4 de março, na terça-feira de carnaval, mas ele só foi preso na quinta-feira após a expedição do mandado de prisão. De acordo com o delegado regional de Guarabira , Luciano Carvalho Soares, um exame de conjunção carnal confirmou o estupro.

Segundo relato da mãe da menina, separada do suspeito há cerca de um ano, as três filhas do casal foram passar o feriado de carnaval com o pai. As outras duas irmãs, de 10 e 3 anos, retornaram para casa, deixando a de 7 anos sozinha com o pai. De acordo com a mãe, foi neste período que o estupro aconteceu.

A mãe conta que a filha retornou para casa com um comportamento estranho. “Ela olhou para mim e só fez chorar. Falou que tava doendo. Eu pedi que ela falasse para ‘mainha’, mas ela não dizia. Então coloquei ela na cama e olhei. Foi quando ela falou que estava assado e doendo muito, que tinha muito medo do pai, que ele iria bater nela. Ela falou para mim que só foi essa vez”, relatou. O suspeito e pai da vítima negou o abuso.

O delegado regional de Guarabira ainda ressaltou que a filha mais nova do suspeito, de 3 anos, também apresentava uma inflamação na vagina e foi submetida a um exame. “Foi coletada uma secreção para exame e estamos aguardando o laudo pericial para ser feita uma nova análise sobre a existência ou não de vestígios de abuso”, explicou Luciano Carvalho.

Após a denúncia e prisão do pai, as três irmãs contam que deixaram de sair de casa e de ir para escola. Uma das filhas do suspeito comentou que tem medo que aconteça alguma coisa a ela ou suas irmãs. “Eu tenho medo de acontecer alguma coisa comigo, com elas. Porque ele foi preso e eu tenho medo de receber alguma ameaça”, contou a criança.

As três meninas estão sendo acompanhadas pelo Conselho Tutelar de Guarabira, inclusive com atendimento psicológico. De acordo com a polícia, o pai e suspeito de estupro foi encaminhado para o presídio de Guarabira.


Fonte: G1