Hervázio minimiza exoneração de Léa e ressalta ‘fico’ de Carlos

Hervázio minimiza exoneração de Léa e ressalta ‘fico’ de Carlos

Após a confirmação da exoneração pelo Diário Oficial do Estado (DOE), nesta quarta-feira (4) da secretária chefe da Casa Civil, Léa Silva, o líder do governo na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), o deputado Hervázio Bezerra (PSB), disse que considera a saída da auxiliar meramente administrativa.

O deputado acrescentou que “se um auxiliar do governo não concorda com determinadas ações que redundam em uma decisão de ordem política, segundo ele, como foi o caso específico de Cajazeiras, cabe ao secretário insatisfeito pedir exoneração ou compete ao chefe do Executivo exonerá-lo”

Ainda segundo o líder do governo, Léa Silva, tinha posição divergente a do governador, confrontando sua base política na cidade, e que, o ex-prefeito de Cajazeiras, Carlos Antonio, já divulgou a toda imprensa que permanece na base de Ricardo.

A exoneração ocorreu após a secretária ter se posicionado nas redes sociais a favor do vice-prefeito de Cajazeiras, Júnior Araújo, que teve contrato da empresa da família para prestação de serviços de hemodiálise suspenso pelo Estado.

 

 

Issac Pinto – Estagiário MaisPB