helicoptero com cinco pessoas cai e explode em bertioga

helicoptero com cinco pessoas cai e explode em bertioga

Cinco pessoas morreram carbonizadas na manhã deste sábado, 27, durante a queda e explosão de um helicóptero, que caiu nas proximidades do Km 229 da Rodovia Rio-Santos, em Bertioga, na baixada santista. O acidente ocorreu por volta das 10h, de acordo com testemunhas.

As vítimas são o empresário Marcelo Muller, de 33 anos, a esposa Lumara Passos Muller, de 31 anos, a filha do casal, Georgia, de 2 anos e uma adolescente, ainda não identificada, que era babá da criança. O piloto, da Helimarte, foi identificado como Tiago. Seu sobrenome não foi revelado. Muller retornava para a capital com a família, quando o helicóptero modelo Esquilo HB-350B, de prefixo PTHNC, caiu. A aeronave que havia saído do Campo de Marte, em São Paulo, foi buscar o empresário e sua família, em um heliponto localizado no Condomínio Iporanga, em Guarujá.

Lúcia dos Santos Silva, proprietária do Sítio São João, que fica próximo ao local da queda, ouviu um barulho muito forte nas proximidades da sua residência, a uma distância de um quilômetro da estrada. "Eu tinha certeza que se tratava de um helicóptero", disse. O local é rota de aeronaves, já que nas proximidades existem inúmeros helipontos.

O local é composto por manguezais e uma mata fechada. De acordo com o sargento André Vieira, da Polícia Militar, os corpos carbonizados permaneciam no interior da mata e não poderiam ser removidos até a chegada dos técnicos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). Ninguém sabe explicar as causas do acidente, já que, embora não estivesse chovendo, o tempo estava um pouco encoberto, mas havia plenas condições para o voo de helicópteros na região.

 

 

Estadão