H1N1 já provocou 764 mortes este ano; nove na Paraíba, diz Ministério da Saúde

H1N1 já provocou 764 mortes este ano; nove na Paraíba, diz Ministério da Saúde

O vírus H1N1 já matou 764 pessoas desde o início do ano até o dia 28 de maio, segundo novo boletim divulgado pelo Ministério da Saúde. Em uma semana, desde a divulgação do boletim anterior, foram registradas 85 novas mortes pelo vírus.

Ao todo, foram notificados 3.978 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) por influenza A/H1N1 ao longo do ano. A SRAG é uma complicação da gripe. Em uma semana, foram registrados 460 novos casos de SRAG por H1N1 no país.

Além das mortes pela influenza A/H1N1, houve ainda 68 mortes por outros tipos de influenza. São Paulo foi o estado com o maior número de mortes por influenza, correspondendo a 45,7% do total no país.

Vacinação atingiu 95,5% do público-alvo
Segundo o Ministério da Saúde, a campanha nacional de vacinação contra a gripe já vacinou mais de 47,6 milhões de essoas, o que corresponde a 95,5% do público-alvo. A campanha é destinada a alguns grupos prioritários: crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, mulheres que deram à luz há menos de 45 dias, idosos, profissionais da saúde, povos indígenas e pessoas portadoras de doenças crônicas e outras doenças que comprometam a imunidade.

A vacina aplicada é a trivalente, que protege contra H1N1, H3N2 (ambos vírus da Influenza A) e uma cepa da Influenza B. A campanha se encerrou no dia 20 de maio, mas prossegue em alguns estados e municípios.

Número de mortes por H1N1 por estado
São Paulo: 352
Rio Grande do Sul: 82
Paraná: 54
Goiás: 44
Rio de Janeiro: 36
Santa Catarina: 28
Mato Grosso do Sul: 24
Espírito Santo: 23
Minas Gerais: 20
Bahia: 18
Pará: 18
Pernambuco: 13
Distrito Federal: 10
Paraíba: 9
Ceará: 8
Mato Grosso: 6
Rio Grande do Norte: 6
Alagoas: 5
Amapá: 4
Amazonas: 2
Maranhão: 1

 

 

 

 

G1