Greve provoca atraso de um semestre na UFPB

Greve provoca atraso de um semestre na UFPB

Os alunos que vão prestar o exame do Enem no dia 23 de outubro só vão ingressar na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) em julho de 2016 para cursar o primeiro semestre de 2016. O atraso se deve à greve dos professores que durou 132 dias. O docentes encerraram a greve nesta quarta-feira, mas só retornam às atividades na próxima terça-feira (13).

De acordo com a pró-reitora de Graduação da UFPB, professora Ariane Sá, o semestre letivo 2015.1 está previsto para encerrar no dia 18 de dezembro, mesmo havendo três feriados até a data, que serão nos dias 30 de outubro (Dia do Servidor), 2 de novembro (Finados) e 8 de dezembro (feriado municipal de Imaculada Conceição). Em fevereiro, após o Carnaval, terá início o semestre 2015.2. Já os calouros do semestre 2016.1 só ingressarão na UFPB em julho.  

 

"Quem está fazendo o Enem agora, no dia 23 de outubro, provavelmente só entrará em julho na Universidade Federal, no primeiro semestre de 2016. Então realmente haverá um atraso de um semestre, mas isso acontecerá no Brasil todo, porque todas as universidades fizeram (greve)", disse Ariane.

 

Não haverá reposição de aulas para o aluno do 2015.1 em horário diferente ao que ele estava matriculado. Contudo, o semestre não será perdido. A orientação da universidade é para que os professores retomem os conteúdos, mas não apliquem as provas logo após o retorno dos estudantes.

 

"Muitos dos professores estavam começando a fazer avaliação da segunda unidade (segundo bimestre), quando a greve foi deflagrada, mas o que a gente tem conversado com os coordenadores de curso é que isso depende de um bom senso, ninguém vai voltar, no primeiro dia de aula, aplicando uma prova que estaria marcada antes da greve ser deflagrada", disse a professora Ariane.

 

Ainda conforme Ariane, a Pró-Reitoria de Graduação está tomando as providências para receber os professores, os alunos e os servidores, que voltam ao trabalho nesta quinta-feira (08), após a greve da categoria. 

 

 

 

 

Click PB