Greve dos Bancos poderá acelerar concurso para seis estados; grevistas reivindicam contratações

Greve dos Bancos poderá acelerar concurso para seis estados; grevistas reivindicam contratações
Aumenta a pressão para que o Banco do Brasil (BB) realize novas contratações em todo o país e, no caso do Rio de Janeiro, que abra concurso, já que está sem um cadastro de reserva válido, ficando impedido de fazer novas convocações. Isso porque o Sindicato dos Bancários que entrou em greve nesta terça-feira (6), tem como parte da pauta de reivindicações a abertura de novas seleções e o aumento do quadro de pessoal. 


Segundo uma fonte ligada ao BB, o edital do concurso para o Rio de Janeiro, que abrangerá também os estados do Amazonas (parte do estado), Espírito Santo, Minas Gerais (parte), Rio Grande do Sul e Santa Catarina (parte), está praticamente pronto, aguardando apenas o sinal verde da diretoria do banco para ser divulgado. Segundo essa fonte, há possibilidade de as provas serem aplicadas em dezembro. Acredita-se que a greve poderá, inclusive, acelerar a publicação das regras da seleção.


Outro indicativo de que o edital não deverá demorar para sair é que profissionais responsáveis pela área de concursos do BB informaram ao coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB, Wagner Nascimento, que a empresa não ficará sem um cadastro de reserva válido por muito tempo.


A Fundação Cesgranrio será a organizadora, e a estrutura do concurso, a mesma das seleções abertas este ano para 15 estados e o Nordeste, com 70 questões objetivas e redação. A primeira versará sobre Atualidades do Mercado Financeiro, Língua Portuguesa Raciocínio Lógico-Matemático, Cultura Organizacional, Domínio Produtivo da Informática, Inglês, Atendimento, Técnicas de Vendas e Conhecimentos Bancários.


O que também confirma a proximidade do edital é a grande carência de pessoal, de cerca de 3 mil funcionários no Rio, e as mais de 5 mil aposentadorias (400 no Rio), consequentes do Plano de Aposentadoria Incentivada (PAI). Oficialmente, o BB não informa uma data para publicação do edital. Esse edital, segundo a gerente executiva de Gestão de Pessoas, Ana Rosa Cristina Garcia, poderá incluir outros estados, tais como Alagoas, Bahia, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais (Belo Horizonte), Pará, São Paulo e Tocantins, já que o prazo de validade para essas localidades expira em 8 de maio de 2016.


O cargo exige o nível médio e tem remuneração de R$3.280, somando salário de R$2.227,26, ajuda-alimentação de R$572, vale-refeição de R$431,16 e vale-cultura de R$50. Os funcionários do BB têm direito a participação nos lucros ou resultados, vale-transporte, auxílio-creche, auxílio a filho com deficiência, plano odontológico, assistência médica (planos de saúde), previdência privada e participação no Programa de Qualidade de Vida no Trabalho. O regime de contratação é o celetista.

 
 
 
 

Folha Dirigida