Grávida denuncia que precisou colocar gasolina em ambulância da prefeitura de Ibiara

Grávida denuncia que precisou colocar gasolina em ambulância da prefeitura de Ibiara
Um caso revoltante está ganhando repercussão na cidade de Ibiara, Sertão da Paraíba. Uma adolescente de 17 anos, estava em trabalho de parto quando procurou o posto de saúde local para fazer o uso de uma ambulância até o hospital mais próximo. 
 
De acordo com as informações, foi por volta das 3h da madrugada, que a jovem deu entrada no Hospital Caçula Leite na cidade de Conceição, no entanto, teve que ser transferida para outro centro.
 
A paciente seguiu em busca de atendimento na cidade de Itaporanga, que fica a 60 km de Conceição. Ao chegar no Hospital de Itaporanga, a equipe médica constatou que a gravidez era de risco e estava atrasada, por isso, a menor deveria ser transferida para o Hospital Regional de Patos.

 

O grande problema se deu devido a ambulância que estava sem gasolina para seguir para à cidade de Patos, por essa razão, o marido da menor ficou muito preocupado e teve que arrumar 50 reais emprestado para poder seguir viajem e ver a luz do seu filho: “Eu não sabia o que fazer, demorou quase uma hora e nada de aparecer gasolina para minha mulher ir para Patos, ela perdeu muito sangue. Foi horrível. A solução foi eu apelar e arrumar o dinheiro emprestado com uma pessoa que estava no hospital. Por conta do atraso no parto, meu filho nasceu com problemas. Foi a pior cena que já vi”, lamentou.
 
Mesmo faltando gasolina nos carros públicos do município de Ibiara, segundo dados do Tribunal de Contas do Estado, em 2014, a prefeitura municipal de Ibiara e o fundo municipal de saúde, gastaram 522.000 mil reais com combustível. Em 2015, até maio, o gasto com combustível já é
de 228.000 mil reais.
 
 
 
 
DO