Governo visita Piancó para dar sequência a orientação do Ministério do Turismo

Governo visita Piancó para dar sequência a orientação do Ministério do Turismo

Uma equipe técnica do Setor de Economia e Fomentos da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur) e da Secretaria Executiva de Turismo está seguindo a orientação do Ministério do Turismo (MTur) no sentido de conhecer e acompanhar as discussões sobre a ótica de uma nova roteirização dos destinos turísticos brasileiros.

De acordo com o diretor de Economia e Fomento da PBTur, Francisco Linhares, essa ação visa categorizar os destinos para viabilizar a liberação de recursos a serem destinados a projetos estruturantes nas cidades.

Nesta sexta-feira (23), a equipe técnica da PBTur vai estar em Piancó, oportunidade em que discutirá mecanismo de instalação do ‘Fórum Turístico’ na região. Esse fórum, segundo Linhares, já existe, mas deve ser homologado durante o encontro.

A partir da instalação dos fóruns, a região turística passa a discutir de forma unificada uma política de turismo que seja desenvolvida de forma legal e uniforme.

“Iremos apresentar as nova diretrizes de regionalização do Ministério do Turismo”, afirmou Linhares.

Os técnicos da PBTur já visitaram seis regiões paraibanas (Sertão, Seridó, Brejo, Vale dos Dinossauros, Cariri e Litoral Norte) e discutiram com os gestores locais a nova dinâmica do Ministério do Turismo.

“Todos os destinos, a partir de agora, terão seis meses para constituir seus fóruns turísticos e 12 meses para elaborar um plano estratégico para poderem ter acesso a recursos para desenvolver projetos voltados para beneficiar as atividades turísticas”, disse Linhares.

Gastos - A nova estratégia do Ministério do Turismo (MTur) é corrigir uma série de distorções que vinham sendo praticadas na política de desenvolvimento do turismo nos municípios.

Uma delas diz respeito aos gastos do ministério com projetos em cidades que não têm quase nenhuma infraestrutura turística, mas que eram beneficiadas com recursos federais por conta de interferência política.

A partir da legalização dos fóruns representativos, o envio dos projetos e a liberação de recursos ficarão mais transparentes.

De acordo com Phillippe Fauguet Figueiredo, coordenador de Regionalização do Ministério do Turismo, a instalação dos fóruns turísticos nos municípios também criará a figura dos interlocutores municipais e regionais, que passarão a discutir ainda em suas localidades o que será melhor para todos, setores público e privado.

Na opinião do executivo, o programa de regionalização do turismo, criado em 2011, tinha pilares muito fortes e novos roteiros, mas faltou gente na ponta. “É preciso ter remédio certo para cada doente”, enfatizou.

Phillippe Fauguet esteve em João Pessoa em junho, quando discutiu com gestores ligados à atividade turística na Paraíba oito eixos estratégicos aos quais o Ministério do Turismo pretende trabalhar a partir de então.

Seguindo as diretrizes desses eixos, segundo o coordenador, será criada uma Cartilha de Regionalização do Turismo, onde todos os destinos estarão devidamente categorizados a partir de um estudo técnico que envolve uma série de itens, que vão desde a qualificação profissional ao potencial de atratividade dos roteiros.

Fonte: Secom/PB