Governo negocia com linhas aéreas aumento na frequência de voos para o Estado

Governo negocia com linhas aéreas aumento na frequência de voos para o Estado

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico (Setde) e da Empresa Paraibana de Turismo (PBtur) negocia com executivos da TAM, Gol e Azul Linhas Aéreas aumento de 30% na frequência de vôos para o estado e, no caso da Azul, a permanência do vôo que cobre o trecho Rio de Janeiro – Campina Grande – João Pessoa – Campina Grande. As reuniões ocorreram na capital paulista nos dias 26 e 27. 

O secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Laplace Guedes, destacou que a base da negociação consiste em regime especial que concede redução do ICMS no combustível das aeronaves. Com a medida, o imposto cai de 17% para 12%, o que estimularia o acréscimo dos vôos. “A medida impacta positiva e diretamente o custo dos voos para as empresas aéreas. Com a redução do imposto, a expectativa é de que isto se reverta no aumento do fluxo aeroviário para o Estado e que, futuramente, a tarifa seja barateada”, adiantou o secretário Laplace. 

Já na negociação com os executivos da Azul, a pauta foi a permanência do voo que faz o trecho Rio de Janeiro – Campina Grande – João Pessoa – Campina Grande. A empresa argumentava enfrentar prejuízos e, por isso, estudava a suspensão do voo. Entretanto, durante a reunião, o secretário Laplace Guedes solicitou aos executivos um estudo de viabilidade para a permanência do voo, com adaptações que atendam ao mercado e culminem com a manutenção do trecho. A Azul Linhas Aéreas se comprometeu a entregar a resposta de viabilidade em uma semana. 

Ainda de acordo com o secretário, estão em andamento estudos feitos pela TAM e Gol para chegada de novos voos. A Gol está estudando dois novos trechos, e a TAM três. A Gol vislumbra a possibilidade de oferecer os vôos Brasília-Campina, São Paulo-João Pessoa e o terceiro, um vôo internacional, ainda em decisão: Buenos Aires-João Pessoa ou Miami-João Pessoa. 

Já a TAM estuda a viabilidade de lançamento dos trechos Campina Grande – Brasília ou São Paulo, Joao Pessoa – Fortaleza, Joao Pessoa – Brasília (aumento de frequência) e outro voo internacional, ainda em definição. 

 “Com isso, João Pessoa passará a ter vôos internacionais. Obviamente as respostas a todas essas demandas dependem de um estudo de viabilidade efetuado pelas próprias companhias, a partir de informações que nós forneceremos às empresas. As solicitações, contudo, foram bem recebidas pelas empresas aéreas, e contam ao nosso favor o percentual do fluxo de passageiros com destino a João Pessoa, na baixa temporada, que vem subindo e hoje é de 4,4%, enquanto que a média brasileira no mesmo período diminui. Isso mostra claramente a viabilidade econômica do nosso pleito junto às empresas”, explicou o secretário. 

De acordo com a presidente da PBtur, Ruth Avelino, a Gol deve mandar uma equipe composta por advogados e diretores de malha para o estado, até o final de abril, para discutir os termos finais da redução do imposto no combustível das aeronaves, e também apresentar a viabilidade da ampliação da malha que liga João Pessoa às outras capitais do Nordeste. “A reunião foi bastante positiva e vamos avançar nesse sentido”, disse Ruth. Ainda segundo a presidente da PBtur, a TAM já havia sinalizado positivamente a adesão à proposta relativa à redução da alíquota do ICMS no combustível das aeronaves. 

Segundo o gerente sênior de Vendas no Brasil da TAM, Flávio Passos, várias oportunidades conjuntas trarão benefícios mútuos para o desenvolvimento econômico da Paraíba e para o fortalecimento da TAM como companhia aérea, com a concessão de descontos nas tarifas durante a realização de eventos no Estado, descontos para empresas com grande fluxo de passageiros corporativos e que teriam interesse em um acordo corporativo com a TAM, entre outros. “Destacando, claro, que tudo será feito com base nas informações que o Estado nos enviará para subsidiar o nosso estudo de viabilidade”, declarou o executivo. 

Além da representação do Estado nas reuniões, a delegação paraibana contou ainda com as presenças do secretário de Turismo de João Pessoa, Bruno Farias; da coordenadora de Turismo de Campina Grande, Catharine Brasil; e o presidente da Associação das Agências de Viagens da Paraíba, Breno Mesquita.

 

 
 

Secom-PB