Governo não vai parar nem diminuir o Bolsa Família, diz Dilma no DF

Governo não vai parar nem diminuir o Bolsa Família, diz Dilma no DF

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quinta-feira (29), em evento de entrega de residências do Minha Casa Minha Vida no Distrito Federal, que o governo não vai parar nem diminuir o benefício do programa Bolsa Família.

Na semana passada, o relator do projeto do Orçamento da União para 2016, deputado Ricardo Barros (PP-PR), disse que iria propor o corte de R$ 10 bilhões no Bolsa Família, como parte da tentativa de reduzir os gastos do governo e evitar déficit na peça orçamentária. O Executivo enviou ao Congresso um orçamento com rombo previsto de R$ 30 bilhões.

Dilma, que já havia criticado a ideia de fazer cortes no Bolsa Família, afirmou no DF que há muita conversa, "que não é séria", a esse respeito.

"Vocês podem ter certeza, o governo federal não vai parar o Bolsa Família, ou diminuir o Bolsa Família, ou não pagar em dia", disse a presidente. "Muita conversa, que não é uma conversa séria, que é do boato, aparece. Eu estou aqui dizendo para vocês. O Bolsa Família não vai ser interrompido. O Minha Casa Minha Vida não vai ser interrompido", completou Dilma.

A presidente já havia criticado a proposta de reduzir verba do Bolsa Família. Um dia após a delaração do relator, ela escreveu no Twitter que cortar cortar recursos do programa é "atentar contra 50 milhões de brasileiros".

Depois, Ricardo Barros afirmou ao G1 que se  Dilma quer evitar o corte, precisa enviar ao Congresso um Orçamento equilibrado, com previsão “consistente” de receitas.

'Grande esforço'
No discurso desta quinta, Dilma afirmou ainda que o governo está fazendo "um grande esforço" para reduzir despesas. Ela fez referência à reforma administrativa anunciada pelo governo no mês passado.

"É importante vocês saberem que a gente está fazendo um grande esforço. No governo federal, nós estamos reduzindo aquelas despesas que a gente pode reduzir. Por exemplo, nós reduzimos oito ministérios, 30 secretarias, estamos cortando cargos em comissão, inclusive reduzimos nosso próprio salário", disse a presidente.

 

G1