Governo lança selo personalizado da Operação Lei Seca

Governo lança selo personalizado da Operação Lei Seca

Durante a solenidade de lançamento do selo personalizado em homenagem ao aniversário de um ano de Operação Lei Seca, que aconteceu na manhã desta quinta-feira (26) no auditório da Faculdade Maurício de Nassau, em João Pessoa, o superintendente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Rodrigo Carvalho, anunciou alterações na programação de encerramento da Semana Nacional de Trânsito 2013.

A campanha educativa, aberta no dia 18 de setembro no estacionamento da sede do Detran, em João Pessoa, e que terminaria na cidade de Campina Grande nesta sexta-feira (27), será encerrada na Capital.

De acordo com a nova programação, haverá um grande comando educativo no Parque Solon de Lucena, a partir da 9h, com distribuição de material educativo e adesivos da Operação Lei Seca.

A intenção é conquistar o apoio de condutores e da sociedade paraibana para a operação, criada em 21 de setembro do ano passado, integrando as ações do Detran e Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran).

Outro evento que marcará o encerramento da Semana Nacional de Trânsito na Paraíba será a apresentação do modelo do simulador de direção veicular, que deve ser utilizado pelos Centros de Formação de Condutores de todo o país, a partir de 1º de janeiro de 2014.

Em João Pessoa, o equipamento será apresentado ao público a partir da 19h desta sexta-feira (27), na Praça de Eventos do Manaíra Shopping, em frente à Livraria Leitura, onde poderá ser visto pelos clientes até o dia 2 de outubro.

Já em Campina Grande, o simulador de direção veicular ficará exposto no Shopping Boulevard, de 3 a 7 de outubro. O equipamento será instalado próximo ao Banco do Brasil e ao Hiper Bompreço.

Selo Lei Seca – O selo personalizado em homenagem ao aniversário de um ano de criação da Operação Lei Seca foi lançado pelo vice-governador Rômulo Gouveia, pelo superintendente do Detran, Rodrigo Carvalho e pelo diretor regional dos Correios e Telégrafos, José Antônio Trajano.

Também participaram do lançamento o chefe da Divisão de Policiamento de Trânsito do Detran e coordenador da Operação Lei Seca, Major Rochester Vale; o Capitão PM Jaerson, representando o comandante do BPTran, tenente coronel Almeida; além da superintendente da Polícia Rodoviária, inspetora Luciana Duarte.

Desde que foi criada, em 21 de setembro do ano passado, a Operação Lei Seca abordou mais de 32 mil veículos e realizou mais de 28 mil testes do bafômetro. Neste período, foram flagrados 2.175 motoristas paraibanos dirigindo sob efeito do álcool e 321 foram presos.

Simulador de direção veicular – Por determinação do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), os equipamentos devem ser instalados até o dia 31 de dezembro e serão utilizados durante a formação dos candidatos à carteira nacional de habilitação categoria “B”.

O objetivo da implantação é utilizar a tecnologia para que os candidatos tenham noções de direção veicular antes do acesso real ao veícul, que só acontece nas aulas práticas.

Utilizando os equipamentos, os futuros condutores vão passar por situações que irão permitir o domínio da máquina como se estivessem dirigindo um veículo de verdade.

A simulação da prática de direção veicular deve ser ministrada em equipamentos homologados pelo Denatran, sob a fiscalização dos órgãos executivos estaduais de trânsito e do Distrito Federal.

Uma das simulações criadas pelo equipamento é a dos efeitos do consumo do álcool em quem está dirigindo um veículo.

Após a implantação do simulador de direção veicular nos Centros de Formação de Condutores, serão exigidas cinco aulas de 30 minutos com conteúdo didático, como conceitos básicos de condução, marchas, aprendizado de circulação em avenidas, curvas, estradas, vias de tráfego, regras de segurança, congestionamento e em situações climáticas e de risco.

Os futuros condutores só poderão utilizar o simulador após o cumprimento da carga relativa às aulas teóricas-técnicas e antes da realização do exame teórico.

As aulas serão ministradas pelo instrutor de trânsito, o diretor de ensino, ou o diretor geral do Centro de Formação de Condutores (CFC), que deve acompanhar e supervisionar cada candidato.

Para a implantação do simulador nos CFC´s, foram necessárias alterações na Resolução Contran nº 168/2004, que institui as normas e procedimentos para a formação de condutores de veículos automotores e elétricos e na Resolução do Contran nº 358/2010, que trata de procedimentos de credenciamento de instituição ou entidades públicas ou privadas voltadas ao aprendizado de candidatos e condutores.

Fonte: Secom/PB