Governo lamenta assassinato de professor

Governo lamenta assassinato de professor

O Governo do Estado lamentou, por meio de nota à imprensa, o assassinato do professor Eraldo César de Araújo, de 48 anos, nesta terça-feira (12). Eraldo trabalhava como professor no bairro da Catingueira, em Campina Grande.

De acordo com a polícia, Eraldo estava dentro da sala de aula corrigindo as provas quando foi atingido pelos disparos efetuados por um desconhecido.

NOTA

O Governo da Paraíba vem a público lamentar o assassinato do professor Eraldo César de Araújo, ocorrido nesta terça-feira (12), na cidade de Campina Grande.

Ao mesmo tempo em que se solidariza com a família, o Governo se coloca à disposição e reitera a garantia do empenho das forças de segurança do Estado para solucionar o crime.

O governador Ricardo Coutinho recomendou aos operadores de segurança da Paraíba atenção especial no sentido de identificar de forma urgente os responsáveis por este ato tão covarde. O chefe do executivo estadual manifestou ainda seu repúdio contra este tipo de ato criminoso em que se tira a vida de um homem de bem de forma tão brutal.

Eraldo César de Araújo tinha 48 anos e desempenhava suas funções com responsabilidade. O educador atuava na escola há dez anos, era integrante do Conselho Escolar e muito  comprometido com a Educação.

Que Deus conforte toda a família e amigos neste momento de dor.

 

 

 

Governo do Estado da Paraíba