Gervásio culpa Maranhão por retaliação e não sobe no palanque de Manoel Júnior

Gervásio culpa Maranhão por retaliação e não sobe no palanque de Manoel Júnior

O deputado estadual Gervásio Maia (PMDB) disse que não tem obrigação de aceitar "os novos valores" do partido. Ele culpou o senador José Maranhão, presidente estadual da legenda, pelas retaliações que estaria sofrendo. "Como vou agregar forças se sou fragilizado dentro do partido?", comentou. O deputado disse que não tem condições de subir no mesmo palanque que o deputado federal Manoel Júnior, pré-candidato peemedebista na Capital. Veja vídeo abaixo.

Deputado Gervásio Maia

Gervásio revelou que já recebeu convite do governador para ingressar no PSB. Também foi sondado pelo DEM, PTB, PT do B e PEN. "Fiquei feliz com o convite pessoal do governador. Ele sabe qual é a minha postura há muito tempo, desde que convivia com meu pai [o ex-presidente da ALPB, Gervásio Maia, já falecido]".

As declarações de Gervásio foram dadas no programa ´Rede Debate', desta segunda-feira (22), na RCTV (canal 27 da NET digital).

Gervásio Filho lembrou que sempre foi do PMDB, cresceu no PMDB, mas tem sido desacreditado. "Nunca recebi um só telefonema de José Maranhão. Fui preterido diante de uma acordo que foi feito, chancelado sob a presidência de José Maranhão. O acordo foi desfeito em nome de uma figura que não tem a metade da minha história dentro do PMDB", disse.

Para o deputado estadual Gervásio Filho, o PMDB ainda tem tempo para mudar de rota. "Se insistir no erro ficará com um tamanho menor ainda", comentou. Na sua visão, o deputado federal Manoel Júnior, se não for para o segundo turno das eleições em João Pessoa, já decidiu que não apoiará o PSB na disputa. "Ao contrário de Campina Grande, onde Adriano Galdino já disse que se não for para um segundo turno apoiará Veneziano. E Veneziano, se não for, apoiará o PSB", argumentou. 

 

 

 

Fonte: Portal Correio