Funcionários do SAMU de Piancó paralisam suas atividades

Funcionários do SAMU de Piancó paralisam suas atividades

Os condutores socorristas do SAMU de Piancó farão uma paralisação de advertência hoje(18). Segundo Maézio Lucena, a categoria reivindica melhorias salariais, pagamento do terço de férias, carga horária e condições de trabalho.

Segundo informações, a maioria dos condutores socorristas vão paralisar suas atividades, no entanto, eles, garantem que a população não será prejudicada. Máezio Lucena disse que em 2012, havia além do salário base, uma gratificação de R$300 reais e lembrou que o horário de trabalho era de 36 horas semanais em regime de plantão 24 horas.

Ele afirma que a carga horária de trabalho aumentou e a remuneração paga por plantão de 24 horas caiu R$163 reais para R$125 reais. Outra reivindicação é o pagamento do terço de férias e uma gratificação concedida recentemente somente a alguns profissionais. O que revoltou todos os funcionários da saúde.

A paralisação dessa segunda-feira atingirá três dos cinco condutores socorristas de plantão . Algumas das ambulâncias USA (Unidade de Suporte Avançado) USB (Unidade de Suporte Básica) também deverão ficar paradas, porém em alerta.

Os profissionais tentaram vários contatos com o prefeito, além do secretário de saúde da cidade, mas segundo eles, não foi possível o contato. Porém, ambos, foram informados sobre a paralisação através de oficio protocolado na prefeitura.

No entanto, os profissionais, conversaram com o procurador jurídico do município e segundo eles, o advogado disse que não existe possibilidade de diálogo entre ele ou a prefeitura e os trabalhadores que recentemente foi elevada a categoria de condutor de ambulância sob a Lei 12.998/2014. De 18 de junho de 2014.

Recentemente o setor de saúde havia programado uma manifestação, que foi adiada, com as mesmas reivindicações, incluindo uma parte do salário que foi retirado dos profissionais pela prefeitura de Piancó em janeiro de 2013.

O governo federal reforçou um repasse financeiro de 19% ao SAMU, além dos repasses estaduais.

 

Vale News PB