França lança ordem de captura contra terrorista foragido

França lança ordem de captura contra terrorista foragido

A polícia francesa lançou neste domingo uma ordem de captura contra um homem identificado como Abdeslam Salah por seu suposto envolvimento nos atentados cometidos em Paris na sexta-feira, que deixaram pelo menos 132 mortos e centenas de feridos.

Segundo a nota divulgada pelas forças de segurança - que pede a quem tenha informações sobre ele para que entre em contato com as autoridades -, Salah tem 26 anos, nasceu em Bruxelas e mede 1m75 de altura.

O texto alerta aos cidadãos que, caso alguém o veja, não deve interpelá-lo, porque se trata de um "indivíduo perigoso".

Ele seria o homem que alugou na Bélgica o carro usado pelos jihadistas que atacaram a casa de shows Bataclan, onde aconteceu o maior massacre.

Ontem de manhã, antes de ser relacionado com os atentados, ele foi monitorado pertom da fronteira com a Bélgica em outro carro - e com outros dois homens - por guardas franceses que, após verificar as identidades de todos, os deixaram seguir adiante.

Mais tarde, quando se soube que um dos ocupantes do carro estava fichado na Bélgica e que Salah Abdeslam tinha alugado o carro usado no atentado no Bataclan, a polícia belga iniciou uma operação na comuna (subdivisão política belga) de Molenbeek e fez várias detenções, entre elas a de seu irmão, Mohammed, mas não encontrou Salah.

Um terceiro irmão de Abdeslam, identificado pela imprensa francesa como Ibrahim, é um dos terroristas suicidas que se explodiram nos atentados de sexta-feira.

Também foi identificado hoje outro jihadista que morreu nos ataques, também com residência na Bélgica e de nacionalidade francesa.

De acordo com um comunicado da Procuradoria de Paris, um destes dois indivíduos, de 20 anos, cometeu um atentado suicida próximo ao Stade de France, enquanto o outro morreu após detonar seu colete de explosivos em frente ao restaurante Comptoir Voltaire, muito perto da casa de shows Bataclan.

Os investigadores já tinham identificado ontem um dos terroristas suicidas, Ismael Omar Mostefai, de nacionalidade francesa e que também ativou seu colete explosivo após cometer o massacre no Bataclan.

Sete pessoas do entorno de Mostefai, de 29 anos e fichado como criminoso comum reincidente, estavam sendo interrogadas sob detenção na Subdireção Antiterrorista da Polícia (SDAT).

 

 

EFE