Fotógrafo é confundido com Lula e apanha em Belo Horizonte

Fotógrafo é confundido com Lula e apanha em Belo Horizonte

O fotógrafo do jornal “Estado de Minas” Beto Novaes foi agredido enquanto fazia a cobertura do protesto de domingo (12) na Praça da Liberdade, na capital mineira.

Por causa de sua semelhança física com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Beto comumente é abordado por pessoas que pedem para tirar foto com ele. Durante a manifestação de domingo, uma senhora de Brasília pediu para tirar uma foto e, nesse momento, um grupo de quatro rapazes o cercou.

“Eles começaram a me empurrar, me deram um chute na coxa e pediram para eu sair”, relatou Beto. Mesmo com o crachá do jornal no pescoço, os agressores continuaram a insultá-lo até que o fotógrafo teve que deixar o local.

"Me disseram que eu não estava trabalhando, mas que tinha ido à manifestação fantasiado de Lula", conta Beto que, em 30 anos de fotojornalismo, afirma nunca ter vivido um episódio como o de domingo.

 
 
 
 
 

180 Graus