Folha de pessoal de Igaracy consumiu mais de 67% dos recursos movimentados em 2013

A Prefeitura de Igaracy gastou bem acima do limite legal permitido com a folha de pessoal em 2013. Dos R$ 9.048.904,74 movimentados pela edilidade entre janeiro e novembro do ano passado, 67,47%, que correspondem a R$ 5.743.461,01, foram destinados ao pagamento dos funcionários municipais.

Eram 462 servidores no penúltimo mês do ano, distribuídos em efetivos (328), comissionados (67), contratados (60) e eletivos (7). Com uma receita pequena e uma folha inchada para pagar, pouco sobrou para investimentos em grandes obras e ações em áreas importantes da administração.


É o caso da Agricultura, um setor essencial para o desenvolvimento de qualquer município, que recebeu, apenas, R$ 111,9 mil de investimento. Mas muito menores foram os valores gastos em outros setores, a exemplo de saneamento (R$ 6,2 mil) e Desporto e Lazer (R$ 1,2 mil).

As exceções foram a Educação e Saúde, que conseguiram ter uma boa atenção. Para a primeira, foram investidos mais de R$ 3,2 milhões, enquanto que a segunda consumiu R$ 2,2 milhões. Mas essas duas áreas ainda recebem críticas da sociedade local, principalmente em relação à qualidade dos serviços que são prestados.