Fisiculturista paraibano é assassinado a tiros na praia de Pipa

Fisiculturista paraibano é assassinado a tiros na praia de Pipa

O jovem fisiculturista paraibano Mateus Caniello, de 22 anos, foi assassinado a tiros neste domingo (19) na praia de Pipa, no Litoral do Rio Grande do Norte. Mateus Caniello era filho do secretário de Planejamento da Prefeitura de Campina Grande e professor da UFCG, Márcio Caniello.

O jovem teria viajado para Pipa a lazer. A Polícia daquele Estado confirmou o crime, mas ainda investiga as causas do assassinato. O jovem, segundo a Polícia, teria sido morto por um homem que se aproximou em um Celta e teria atirado contra Mateus, que morreu no local.

Familiares do jovem que morava na cidade de Campina Grande, no Agreste paraibano, a 120 quilômetros de João Pessoa, teriam sido informados de sua morte através de um telefonema.

Eles viajaram para Pipa, onde pretendem acompanhar as investigações policiais e providenciar a vinda do corpo para sepultamento na Paraíba.

A imprensa do Rio Grande do Norte confirmou dez homicídios naquele estado durante o final de semana. Entre os nomes das vítimas aparecia o de Mateus Caniello.

Mateus foi campeão estadual de Bodybuilding na categoria juvenil em 2012. O jovem fisiculturista mantinha uma página pessoal na rede social Facebook. Em seu perfil, dezenas de amigos se solidarizaram com a família assim que souberam da notícia.

A UFCG emitiu nota de pesar na tarde desta segunda-feira (20) pela morte do filho do professor Márcio Caniello.

A seguir leia nota emitida pela UFCG.

“A Reitoria da Universidade Federal de Campina Grande e Diretoria do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido (CDSA), campus de Sumé, vêm a público manifestar, em nome de toda a comunidade acadêmica, o mais profundo pesar pelo falecimento de MATEUS LORETO CANIELLO, filho do professor Márcio Caniello. Ao mesmo tempo prestam condolências a familiares e amigos enlutados pela irreparável perda ocorrida nesse domingo, dia 19” 

Fonte: Portal Correiio