Filhos de Eduardo Campos declaram apoio a Aécio Neves em Pernambuco

Filhos de Eduardo Campos declaram apoio a Aécio Neves em Pernambuco

Aos gritos de "Brasil pra frente, Aécio presidente", e "país rico é pais sem PT", o candidato à Presidência Aécio Neves (PSDB) foi recebido neste sábado por lideranças de movimentos sociais e políticos da Frente Popular, que apoiou o governador eleito Paulo Câmara (PSB), indicado de Eduardo Campos. No Recife Praia Hotel, no bairro do Pina, o tucano recebeu o abraço e o apoio dos filhos do ex-governador, morto em um acidente aéreo em agosto. Eles foram aplaudidos de pé. Ainda neste sábado, Aécio visita a viúva de Campos, Renata.

Aécio lembrou de Eduardo Campos, dizendo que vai encampar os sonhos do ex-governador e afirmou que seu papel não é a lógica perversa de dividir o país.

- O papel da minha candidatura é unir o país em torno de um projetor transformador - afirmou.

Nessa primeira atividade de campanha, que não estava prevista na agenda, Aécio afirmou que sua candidatura "é de todos aqueles que não aguentam mais o que está acontecendo no Brasil e que não aceitam mais as sucessivas denúncias que não cessam nunca no campo ético". O tucano criticou a capacidade gerencial do governo que, segundo ele, não consegue concluir as obras e nem cumprir os compromissos que assume.

Aécio prometeu mudar o sistema de governo que, de acordo com ele, se continuar, levará o Brasil a se tornar um Estado unitário, onde "apenas o governo central tudo tem, tudo pode, tudo decide e isso está fazendo um enorme mal ao país".

Durante a reunião, ele leu um documento e baseou a sua eventual gestão em três eixos.

- Juntos pela democracia, pela inclusão social e pelo desenvolvimento sustentável - elencou.

O tucano chegou por volta das 11h deste sábado ao Recife Praia Hotel, e foi recebido com palavras de ordem como “Brasil para frente, Aécio presidente”. Ele chegou acompanhado do governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), do senador eleito pelo estado, Fernando Bezerra Coelho (PSB), e lideranças do PSDB e mais partidos da Frente Popular. A filha do presidenciável, Gabriela, também o acompanhou.

Aliados próximos da ex-ministra Marina Silva disseram que Aécio Neves fez o gesto esperado para o anúncio de seu apoio, ao divulgar, em Recife, uma carta aos brasileiros se comprometendo a incluir, em seu programa de governo, os pontos considerados essenciais para a candidata do PSB: não recuar na política social e avançar na política de sustentabilidade. A redução da maioridade penal, segundo aliados da socialista, não era um ponto inegociável, e que Marina se deu por satisfeita de marcar sua posição contra.

- As coisas estão acontecendo. Marina esperava esse gesto de Aécio e deve anunciar seu apoio até amanhã - disse um dos coordenadores de sua campanha após o ato de Aécio em Recife com o governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara, e o candidato a vice em sua chapa, Beto Albuquerque (PSB-RS).

Do hotel, Aécio segue para o Clube Internacional, onde se reúne com lideranças de 21 partidos que integram a Frente Popular de Pernambuco. Foi nesse clube que Marina Silva (PSB) fez sua primeira atividade de campanha no estado, após a morte de Campos.

Depois, Aécio visita a viúva de Eduardo Campos, Renata Campos, e, de lá segue, para Sirinhaém, na Zona da Mata, onde participa de comício. Lá, Marina obteve seu maior percentual de votos no país: 74,19%.


 

O Globo