FHC diz que momento não é de aproximações com o governo

FHC diz que momento não é de aproximações com o governo

O ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso (PSDB) afirmou neste sábado (25), por meio de sua conta no Facebook, que o momento não é de aproximação com o governo, mas sim com o povo. Segundo o tucano, conversa não pública com o governo pareceria “conchavo”.

Nesta sexta-feira (24), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, defendeu que a presidente Dilma Rousseff se reúna com Lula e FHC. A declaração ocorreu um dia após o jornal “Folha de S.Paulo” publicar reportagem informando que o petista autorizou interlocutores a procurarem assessores de Fernando Henrique para que pudesse ocorrer uma conversa entre os dois.

“O momento não é para a busca de aproximações com o governo, mas sim com o povo. Qualquer conversa não pública com o governo pareceria conchavo na tentativa de salvar o que não deve ser salvo”, publicou Fernando Henrique.

Na sexta, o ministro Edinho Silva, integrante da coordenação política do governo, disse que ouvir ex-presidentes “é bom para o país”. “Sou plenamente favorável e acho que isso deveria acontecer mais no Brasil: ex-presidentes conversando. Nos Estados Unidos, é a coisa mais normal do mundo ex-presidentes se reunirem, inclusive, a convite do presidente em exercício”, disse.

Conforme o Blog do Camarotti publicou na quinta-feira, o vazamento da informação sobre o possível encontro entre Lula e FHC poderia inviabilizar uma conversa reservada entre os dois. Aliados de Lula atribuem a divulgação da informação ao grupo do tucano.

 

 


G1