Fantasiado de ‘mata polícia’ termina detido por apologia ao crime

Fantasiado de ‘mata polícia’ termina detido por apologia ao crime

A prisão de um brincante no maior bloco de rua do Amapá, “A Banda”, na terça-feira (9), ganhou as redes sociais. O caso aconteceu em Macapá e chamou a atenção de internautas que haviam compartilhado até esta publicação mais de 750 vezes a imagem que mostra a frase “mata polícia” exposta na camiseta do folião, que ainda carregava uma pistola de brinquedo, segundo a polícia.

Para a Polícia Militar (PM), a frase na camiseta incitava a violência e fazia apologia ao crime, práticas vedadas pelos artigos 286 e 287 do Código Penal, respectivamente.

O folião, que não teve idade e nome informados pela PM, foi levado para o Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) do bairro Pacoval, na Zona Norte de Macapá.

“Essa pessoa estava fazendo apologia. Ele foi avistado na Banda com a frase ‘mata polícia’ no carnaval. Isso foi um desrespeito à Polícia Militar, não só com a do Amapá. Não sabemos o motivo de ele ter feito isso, mas era um rapaz muito jovem e desorientado sobre o que fazia”, comentou o comandante do 1º Batalhão da PM, coronel Petrúcio Renato, acrescentando que o brincante foi visto com o auxílio de uma estrutura que dava aos militares um visão panorâmica do bloco.

Nas redes sociais, internautas criticaram o jovem pelo uso da frase. Até a manhã desta quarta-feira, a publicação com a imagem do folião registrava 2,3 mil curtidas , 751 compartilhamentos e mais de 250 comentários.

“A Polícia Militar do Amapá tem que ser respeitada. Uma corporação formada por policiais sérios. Merecem nosso respeito”, disse um internauta.

“Tem que repreender mesmo para respeitar e aprender ser cidadão de bem”, completou outro usuário da rede social.

Não há informações sobre a permanência do folião na prisão.

 

 

 

 

G1