Famílias voltam a ocupar prédio da antiga Febemaa, em Conceição

Famílias voltam a ocupar prédio da antiga Febemaa, em Conceição

O objetivo da prefeitura municipal da cidade de Conceição, quando pediu a reintegração de posse do prédio da antiga Febemaa, localizado no bairro São Geraldo, ainda não foi explicado. O prédio que foi desocupado no dia 20 de maio do ano de 2015, depois de um Mandado de Reintegração de Posse, expedido pelo juiz da Comarca de Conceição, Antônio Eugênio a pedido da gestão municipal do prefeito Nilson Lacerda, voltou a ser ocupado por famílias carentes e sem teto.

Oito meses depois da desocupação o local ficou ‘entregue às baratas’. De acordo com informações de moradores vizinhos do prédio, no local era frequente a presença de usuários de droga, além de ser usado para prática de sexo por várias pessoas.

Há pouco mais de 10 dias, novas famílias voltaram a ocupar o prédio. O fato ocorreu em decorrência da inoperância da prefeitura municipal, que até o momento, não disse para que pediu a reintegração de posse do estabelecimento. Na época da desocupação, várias famílias foram ao desespero.

O mais grave, diante do problema, é que o atual prefeito conseguiu um crédito suplementar e foi aprovado na câmara municipal para construção de 48 casas populares, uma por mês, referentes ao salário de gestor, que teve que ser renunciado, em decorrência do mesmo ser auditor fiscal. Dessa forma, o prefeito fez a opção salarial e pediu o crédito suplementar à Câmara para que seu salário fosse transformado em habitação para a população carente. No entanto, nenhuma casa foi construída, nesses 36 meses de gestão.

 

 

 

Vale do Piancó Notícias