Falso padre de Solânea foi apresentado à comunidade por família conhecia e ‘tinha experiência em seminário’

Falso padre de Solânea foi apresentado à comunidade por família conhecia e ‘tinha experiência em seminário’

O pároco da Igreja Católica de Solânea, padre Geraldo, comentou a polêmica sobre o falso padre que estava na cidade. Ele afirmou que o impostor foi apresentado à paróquia por uma família que participa da comunidade e chegou a realizar cerimônias.

De acordo com padre Geraldo, o impostor teria ido a solânea passar férias e a princípio ele confiou porque foi apresentado por uma família conhecida na região e acolheu o suposto padre da melhor forma possível.

Porém, ele explicou que todo padre que chega de outra paróquia, que está fora do seu território, antes de exercer uma atividade, deve apresentar ao pároco a carteira de identificação e até hoje ele não apresentou. “Como estava mentindo, não é padre, nos primeiros dias a gente confiando, ele até fez alguma celebração, mas ela se tornou inválida a partir do momento que ele não é padre, não pode desempenhar qualquer atividade”, diz.

“Repassamos o fato a Dom Lucena, que é o bispo de Guaraibira e na missa (dos óleos) hoje, com todos os padres presentes, ele refletiu sobre esse fato e alertou a todas as cidades. Quando pessoas lá de fora se apresentam e como padre sem ser de verdade”, comenta.

Padre Geraldo afirmou que o impostor é um jovem “bem apresentado”, com boa dicção. Ele acredita ainda que o jovem tem experiência em seminário, pois sabe como lidar e como se encontrar diante do povo. Outra questão que pode ter feito ele fingir tão bem, o padre atribui, a necessidade de sustentar a mentira.

 
 
 
 


Da redação