Exército da Paraíba envia homens ao Haiti em Missão da ONU

Exército da Paraíba envia homens ao Haiti em Missão da ONU
O início de um novo ano com ações para ajudar os que mais precisam. Em tempos de intolerância e de crise humanitária em várias partes do mundo, militares do Exército Brasileiro dão exemplo e se preparam para compor, provavelmente, as últimas equipes da Corporação que estará na Missão das Organizações das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (Minustah). 
 
Ao longo dos últimos 11 anos, quando a operação começou, cerca de 600 integrantes do Exército na Paraíba, entre paraibanos e militares de várias partes do país lotados nas unidades do Estado, participaram da operação.
 
Em abril de 2016, o trabalho continua e dois representantes do 1º Grupamento de Engenharia, localizado em João Pessoa, estarão entre as novas equipes do Exército Brasileiro, cerca de 130 componentes, que serão enviados para a Minustah.
 
 

Missão chega ao fim este ano

 
Até o final deste ano as equipes do Exército Brasileiro, que é o responsável pela chefia da Minustah, deverão deixar o Haiti e a expectativa dos militares é que o território haitiano seja entregue à população com a infraestrutura necessária para se reerguer economicamente. Para isso, as equipes das Forças Armadas Brasileiras estão divididas em grupos de Infantaria e de Engenharia.
 
“O pessoal da Infantaria está fazendo a parte da segurança, patrulhamento e todas as ações operacionais necessárias com atuação ostensiva. Já as equipes de Engenharia estão indo para o Haiti para dar esse suporte e, posteriormente, reconstruir o país com a abertura de estradas, construção de escolas, hospitais para ajudar o povo haitiano. Ou seja, a Companhia de Engenharia é uma junção de gente onde se precisa de pessoas com serviços mais especializados”, detalhou o capitão Eduardo Milanez. 
 
Em 2015, a Companhia Brasileira de Engenharia de Força de Paz (Braengcoy) completou dez anos de serviços prestados ao Haiti. Nesse ano, os militares da equipe embarcam para a missão no mês de abril e a expectativa é que permaneçam no país caribenho até o mês de outubro.
 
Minustah faz 11 anos
 
Em 2015 a presença das Forças Armadas do Brasil na missão de paz no Haiti completou 11 anos e a Minustah conta com a participação de tropas de outros 15 países, mantendo na ilha um efetivo total de cerca de 1.343 Capacetes Azuis das Forças Armadas Brasileiras.
 
 
 
 
 
Jornal da Paraíba