Executiva do PMDB irá se reunir para discutir unidade partidária e novos rumos

Executiva do PMDB irá se reunir para discutir unidade partidária e novos rumos

Os 21 integrantes da Executiva Estadual do PMDB vão se reunir na próxima segunda-feira (17), às 9h, na sede do Diretório Estadual, em João Pessoa, para avaliar o processo eleitoral de outubro na Paraíba e a nível nacional, analisar o resultado das urnas e debater os novos rumos do Partido. A preservação da unidade partidária será o ponto fundamental da reunião, segundo o presidente da agremiação, senador eleito José Maranhão.

Além do presidente, foram convidados e deverão participar do encontro o 1º vice-presidente, Roberto Paulino; o 2º vice-presidente, Manoel Júnior; o 3º vice-presidente, Gervásio Maia; o secretário-geral, Veneziano Vital do Rêgo; o secretário adjunto e líder do PMDB na Assembléia Legislativa, Raniery Paulino; o tesoureiro Antonio Souza da Silva; os vogais Vital do Rêgo Filho, Nilda Gondim e Hugo Motta; os suplentes da Comissão Executiva Olenka Maranhão, Nabor Wanderley, Márcio Roberto e Ivaldo Medeiros; os membros do Conselho Fiscal Neuza Costa, Severino Fernandes de Lima e Antonio Gualberto Viana Chianca; e os suplentes do Conselho Fiscal José Roberto Dantas, Ana Paula Cavalcanti Ramalho e Josenete Dantas.

Além de avaliar o quadro das eleições estadual e nacional, e de discutir os rumos do partido a partir de agora, a Executiva do PMDB paraibano deverá abordar, também, a questão das dissidências internas. Sobre o assunto, já há um ponto pacífico, segundo o presidente José Maranhão: “O PMDB não vai hostilizar aqueles companheiros que porventura não tenham apoiado a candidatura do Partido”.

CONSELHO NACIONAL

O presidente José Maranhão participou, em Brasília, da reunião do Conselho Nacional do PMDB, quando se iniciou as discussões sobre a Reforma Política. Decidiu-se, segundo ele, que a Fundação Ulysses Guimarães ficará responsável por formular um projeto, que estará alicerçado mas opiniões da sociedade civil, acadêmicos, lideranças sociais e políticas, para apresenta-lo ao colegiado.

A recente eleição, no entendimento do dirigente peemedebista, demonstrou a vontade do povo de avançar e comprovou, também, a urgência com que se deve realizar as reformas estruturais que aperfeiçoem a política e a prática política, permitindo impulsionar, de forma sustentável, o crescimento econômico e a promoção da justiça social.

- Vamos promover a mais ampla consulta à vontade popular. Ouviremos a sociedade civil, na maior horizontalidade possível, inclusive a acadêmicos, a especialistas, a lideranças sociais, a representantes institucionais e aos diversos atores dos setores produtivos - enfatizou.

 


Assessoria