Ex-técnico de Daniel Alves, Guardiola elogia gesto contra racismo: 'Fantástico'

Ex-técnico de Daniel Alves, Guardiola elogia gesto contra racismo: 'Fantástico'

A atitude contra o racismo de Daniel Alves, que comeu uma banana atirada por torcedores do Villarreal durante a partida contra o Barcelona, no último domingo, repercutiu na coletiva pré-Uefa Champions League do técnico Josep Guardiola, do Bayern de Munique, nesta segunda-feira. Ex-comandante do lateral, o treinador elogiou a coragem do brasileiro.

"Daniel Alves é um cara fantástico, que teve uma atitude fantástica. Ele é uma pessoa muito alegre, divertida", disse Guardiola, antes de dizer que o racismo está disseminado por toda a Europa, e não apenas na Espanha.

"(O racismo) Está em todo lugar, não só na Espanha. Toda a sociedade tem culpa nisso. O que aconteceu ontem (domingo) só vai parar quando todos forem educados da maneira correta. De certa forma, somos todos responsáveis pelo que aconteceu", afirmou.

Após a polêmica partida, Daniel Alves disse que já vem sofrendo com a descriminação há 11 anos, desde que deixou o Brasil para atuar no futebol espanhol, mas assegura que se cansou de vez: "Tenho que rir desses retardados", disparou.

A atitude do ala da seleção brasileira também foi elogiada pelo atacante Neymar, que usou as redes sociais para iniciar uma campanha contra o racismo.

Com a bola rolando, Daniel participou dos dois tentos de empate de sua equipe, cruzando as bolas na área que acabaram resultando em gols contra do Villarreal, primeiro com o brasileiro Gabriel Paulista, ex-Vitória, depois com Musacchio.

Barça publica nota de apoio a Daniel, mas inocenta Villarreal
Nesta segunda-feira, o Barcelona usou seu site oficial para postar mensagem de apoio a Daniel Alves e condenou os atos racistas no estádio El Madrigal. Apesar disso, absolveu o Villarreal, dono do campo, de qualquer responsabilidade, dizendo que a culpa do racismo é dos torcedores.

"O Barcelona quer manifestar seu total apoio e solidariedade ao jogador Dani Alves depois dos insultos recebidos no último domingo, no campo do Villarreal, por parte de algumas pessoas que estavam assistindo à partida entre a equipe anfitriã e nosso time principal", escreveram os catalães.

"O FC Barcelona em nenhum caso relaciona os agressores ao clube local, e valoriza muito positivamente o apoio do Villarreal a nosso jogador. [...] O Barcelona apoia as mensagens de 'Respeito' e 'Não ao racismo' da Uefa e encoraja todos os clubes a seguirem lutando contra essa agressão a qualquer esportista por sua raça", completaram.

Fonte: ESPN BR